domingo, 26 de dezembro de 2004

O blogueiro faz dois anos

Faz hoje exactamente dois anos que debutei na blogosfera (CIMJ). O meu primeiro post continha a seguinte mensagem: "Uma boa tarde para todos. A altura em que se começa este weblog faz-me lembrar outra experiência, a do Diário dos Media (há dois anos). Espero que haja sucesso também neste projecto". Eram 15:31 desse já afastado dia 26 de Dezembro de 2002.

O blogue do Centro de Investigação Media e Jornalismo, inserido no sítio CIMJ, iniciara então a sua actividade, apoiado em José Carlos Abrantes - que ainda se mantém o seu grande animador -, António José Silva e eu próprio. Aquando da alteração gráfica do blogue do CIMJ, os seus textos iniciais não foram incluídos. O CIMJ, com sede na Av. de Ceuta, em Lisboa, tem como principal actividade a investigação em media e jornalismo, sendo responsável pela edição da publicação semestral Media & Jornalismo (parceria com a MinervaCoimbra) e por uma colecção de livros dedicada aos mesmos temas (parceria com a Livros Horizonte).

O segundo texto que publiquei no blogue colectivo saíu a 30 de Dezembro sobre o número 6 da revista do Obercom, a Observatório, com o título de capa "Televisão, qualidade e serviço público". Traz um conjunto de textos onde o serviço público e a qualidade do mesmo são questionados, de autoria de Francisco Rui Cádima, Charo Gutierrez Gea (laboratório de prospectiva em investigação em comunicação, Barcelona), Milly Buonano (professora associada de uma universidade de Roma) e Unesco. De outros textos destaco o liderado por Isabel Ferin (mais Catarina Burnay e Leonor Gameiro), sobre a ficção em português nas televisões generalistas, e Ana Paula Meneses, sobre telenovelas.

Mais tarde, a 12 de Março de 2003, começava regularmente a coligir notas de leituras e apontamentos para aulas da disciplina Teorias da Comunicação na Universidade Católica, num blogue com esse nome, esforço que mantive até 12 de Maio deste ano, durante os dois anos lectivos em que assegurei tal cadeira universitária. Curioso o facto de, muito tempo depois de deixar de escrever nesse lugar, continuar a registar o acesso de muitas visitas. Embora iniciado quase ao mesmo tempo (17 de Março de 2003), o blogue Indústrias Culturais passou a ser já este ano o meu espaço principal na internet.

A experiência que falo no começo da mensagem, o Diário dos media, foi a de um grupo de discussão (por e-mail) organizado por Mário Mesquita, onde vários investigadores se debruçaram sobre o que os media escreveram ou disseram no primeiro trimestre de 2001, conjunto de textos ainda inéditos mas que aguarda publicação.

1 comentário:

jpmeneses disse...

Dois anos?!
Dois anos de leituras diárias!