domingo, 19 de novembro de 2006

CASA DOS PATUDOS


A Casa dos Patudos, em Alpiarça, é um espaço de cultura muito distinto. Edificada em 1905-1909, a partir de projecto de Raul Lino para residência de José Relvas, um dos elementos fundadores da República e coleccionador de arte (e também lavrador). Para além da importante colecção de arte - pintura naturalista da transição do século XIX para o XX (casos de José Malhoa, Columbano e Silva Porto), faiança, arte sacra e uma importante biblioteca, Relvas deixou outras ligações, nomeadamente à música, através da fundação da Academia dos Amadores de Música e da Sociedade de Música de Câmara [pormenor: na visita à Casa-Museu dos Patudos, os visitantes usam sapatos de fibra plástica idênticos aos que se empregam nas salas de operação dos hospitais, como forma de preservar a limpeza do espaço; ver a última fotografia] [leitura: Roteiro - Casa dos Patudos, com texto introdutório de M. L. Bartholo, de 1963, em edição de 1982].

José Relvas foi filho de Carlos Relvas, notável fotógrafo - com colecção agora não aberta ao público devido a obras na casa da Golegã.

1 comentário:

Helena disse...

Porquê CASA DOS PATUDOS?
Também sou Patudo.