Interrupção

O blogue tem sido muito pouco atualizado. O trabalho de investigação e outros motivos obrigam a uma concentração de esforços num só sentido. Obrigado pela preferência manifestada desde 2003.

10.6.10

ACORDO ORTOGRÁFICO

  • A crítica em Portugal é a de que os brasileiros estão mais interessados e se acham mais ávidos porque os portugueses vão ter que alterar mais do que os brasileiros. Não é verdade. Quem diz isso não leu o acordo. Na realidade, a única mudança séria porque vai passar Portugal e os países africanos é a não-escrita das consoantes não articuladas, o que é bom do ponto de vista pedagógico. Como é que uma criança que está começando a escrever em Português vai escrever "Egipto" se ela não ouve este p? Como vai escrever "director" com c se ela não ouve deste jeito? Na reforma para os portugueses, a maior dose é esta. Enquanto nós, brasileiros, vamos ter que abolir o trema, abolir o acento agudo nos ditongos abertos... O brasileiro pronuncia "idéia", mas vai escrever ideia. Os brasileiros vão deixar de colocar o circunflexo em palavras como "voo" e "enjoo", deixar o circunflexo em "leem", "veem". Os brasileiros vão ter mais mudanças que os portugueses.
(Entrevista com Evanildo Bechara ao jornal Público, hoje. Quando o acordo ortográfico entrar em vigor em Portugal, o blogueiro vai adoptar as novas regras, mesmo que demore a habituar-se).

1 comentário:

Anónimo disse...

"o blogueiro vai adoptar as novas regras, mesmo que demore a habituar-se)."
Bom exemplo, ajuda à mudança que, com mais ou menos custo, vai acontecer.
gf