Interrupção

O blogue tem sido muito pouco atualizado. O trabalho de investigação e outros motivos obrigam a uma concentração de esforços num só sentido. Obrigado pela preferência manifestada desde 2003.

28.6.10

LANÇAMENTO DE LIVRO DE MARTA TRAQUINO

Ao final da tarde de hoje, foi lançado na livraria Círculo das Letras, o livro de Marta Traquino (à esquerda na imagem), A construção do lugar pela arte contemporânea, com apresentação de Idalina Conde, docente do ISCTE e sua orientadora de dissertação de mestrado agora editada pela Húmus.

Marta Traquino trabalha o sentido do lugar na condição contemporânea, analisando a instalação no espaço público e a arte pública. Retiro um parágrafo da sua obra: "O artista que trabalha com o espaço público enfrenta um contexto díspar do artista em espaços institucionais da arte. Nestes ele constrói o seu «lugar» a ser visitado por pares, comissários e críticos de arte e os interessados com hábitos de visita a exposições, por vezes com certo conhecimento pré-elaborado sobre o que vão ver. O espaço público é, pelo contrário, um espaço vivido, com outras histórias e memórias, lógicas de funcionamento e organização. Aí, a arte vai ao encontro das pessoas, surpreendendo-as no seu dia-a-dia, como forma específica de comunicação e interpelação" (p. 125). A autora trabalha com os conceitos de site-specificity (espaço-específico) (p. 28) e lugar habitado, de onde retira exemplos de projectos de arte pública realizados no âmbito da Expo'98 como o Jardim das Ondas, de Fernanda Fragateiro (p. 129).

A apresentadora da obra, Idalina Conde, falou sobre a auto-reflexividade dos artistas, um dos elementos paradigmáticos do pós-modernismo, referindo o próprio papel de Marta Traquino, artista de instalações e docente, já em fase de pesquisa de doutoramento.

Sem comentários: