7.7.10

MOVIMENTOS NA CULTURA

  • O ministro dos Assuntos Parlamentares, Jorge Lacão, anunciou ao Parlamento que o Governo, dando seguimento ao "compromisso" do primeiro-ministro em relação à Cultura, decidiu avançar com uma descativação excepcional de 7,5 por cento das verbas oriundas do Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC), parte importante do orçamento de muitos organismos da área (Público online).
Lê-se no jornal em linha que houve recuo por parte do Governo após o forte movimento de desagrado de artistas e produtores das artes e indústrias criativas. Recorde-se a entrevista que a ministra da Cultura deu esta semana à Antena 1. Quando o jornalista perguntou a Gabriela Canavilhas o que ela achava dos cortes orçamentais e a sua influência nos artistas independentes, houve um grande silêncio, após o que a ministra concluiu ser muito difícil responder. Em Junho de 2009 - lê-se no texto do Público -, "já em período de pré-campanha para as eleições legislativas, lamentou o facto de o seu primeiro Governo não ter investido mais na Cultura, prometendo que num eventual próximo mandato esse «erro» seria corrigido". O que pareceu ter esquecido rapidamente.

Sem comentários: