29.9.10

DOCLISBOA 2010

  • "Mais do que chamar ao DocLisboa 2010, a decorrer de 14 a 24 de Outubro, «o maior festival de sempre», Augusto M. Seabra, director de programação do certame, «gostava de preferir dizer que é o mais forte». O mais forte porque a oitava edição do certame propõe uma programação de luxo repartida pela competição (nacional e internacional), três retrospectivas de peso e uma série de secções paralelas, acompanhada de uma mudança de conceito em direcção a uma maior divulgação da história do documentário. [...] O destaque vai inteiro para Joris Ivens, «o pai do documentário», um cineasta que, nas palavras de Sérgio Tréfaut, director do festival, «mudou a minha vida». O DocLisboa exibirá 39 filmes seus, numa retrospectiva marcada pela presença entre nós da viúva (e co-autora de muitos filmes), Marceline Loridan-Ivens. O festival abre a 14 com a estreia de José & Pilar, o retrato de José Saramago e Pilar del Rio por Miguel Gonçalves Mendes, e encerra a 24 com My Joy, a primeira ficção de uma presença habitual no Doc, Sergei Loznitsa, que causou sensação em Cannes 2010" (Público).

Sem comentários: