25.3.11

AUDIMETRIA

Em comunicado, a Marktest "não se conforma, sem contestação" a classificação no concurso para medição de audiências na televisão, onde ficou atrás da GFK, com resultados divulgados há duas semanas. A Marktest entende que a decisão foi o "resultado de um processo, dirigido, desde o início, contra si" e que "não foi escolhida a proposta mais qualificada do ponto de vista técnico, tecnológico e aquela que assegurava um melhor nível de serviço" (Meios & Publicidade). A Marktest, que tem fornecido ao mercado os dados de audiência de televisão nos últimos 18 anos, obteve a melhor pontuação na fase técnica, mas Fernando Cruz, director-executivo da Comissão de Análise de Estudos de Mercado (CAEM), indica que a GFK apresentou a proposta financeiramente mais baixa. Segundo a mesma notícia, a opção pela GFK "levantou, no entanto, reservas junto dos operadores, dado o facto dos meters propostos não estarem implementados em nenhum mercado, tendo sido pedido uma certificação dos aparelhos ao CESP – Centre d’Études des Supports de Publicité (a mesma entidade que validou o caderno de encargos)".

Sem comentários: