Interrupção

O blogue tem sido muito pouco atualizado. O trabalho de investigação e outros motivos obrigam a uma concentração de esforços num só sentido. Obrigado pela preferência manifestada desde 2003.

16.3.11

CANADIAN MUSEUM OF CIVILIZATION

O museu da civilização canadiana em Ottawa divide-se em diversas partes - populações autóctones, conquista e cultura europeia, totens. A representação das profissões e reconstituição de locais como lojas é muito minuciosa e interessante para o estrangeiro, que forma uma opinião sobre a cultura do novo mundo. Além dos totens, destaque para as esculturas e os barcos. Podemos observar uma crítica à conquista pelo Velho Mundo, apesar de, na televisão, não aparecerem muito os perfis dos autóctones.

A loja do museu é pobre. Algumas lojas portuguesas dos museus, por vezes identificadas como uma indústria cultural, apresentam melhor qualidade de produtos para venda.

Li, algures, que, no final do século XVIII, chegou a haver qualquer coisa como 15 milhões de bisontes. Depois, num período de cerca de 20 anos, uma geração de colonos europeus reduziu a população daqueles animais para alguns milhares. Como pôde uma geração matar tanto? De modo parecido, a geração actual persiste em destruir a natureza, como o violento desastre nuclear no Japão está a indicar. Que resultados ficam destas devastações?

Sem comentários: