27.3.11

INOVAÇÕES NAS AUDIÊNCIAS

A introdução do Local People Meter (LPM), desenvolvido pela Nielsen em 210 mercados de televisão local nos Estados Unidos encontrou muita resistência. O LPM foi um salto metodológico importante, passando dos diários em papel para os set-top meters electrónicos semelhantes aos usados nas audiências de televisão nacionais na década de 1980.

Tudo começou com o primeiro sistema de teste em Boston nos finais da década de 1990, vinda principalmente das estações televisivas locais. A resistência devia-se a: 1) mudança substancial na metodologia existente (e ruptura nas práticas instauradas), 2) custos associados à mudança, 3) incapacidade dos media absorverem tanta informação, 4) a Nielsen instituiu a mudança antes de haver acreditação do sistema por parte do Media Rating Council americano (MRC). Com o sistema LPM, as estações locais experimentaram quebras significativas, ao passo que os canais por cabo experimentaram crescimentos significativos.

Leitura: Philip M. Napoli (2011). Audience evolution. New technologies and the transformation of media audiences. Nova Iorque: Columbia University Press, pp. 132-135

Sem comentários: