Interrupção

O blogue tem sido muito pouco atualizado. O trabalho de investigação e outros motivos obrigam a uma concentração de esforços num só sentido. Obrigado pela preferência manifestada desde 2003.

3.10.11

TEATRO DE SENIORES NO PALÁCIO DA INDEPENDÊNCIA

A Velha Escola, grupo de teatro sénior, prova que não é preciso ser-se jovem para se fazer algo com genica e paixão. Este grupo, cujas idades variam entre os 59 e os 73 anos, sente-se preparado para um novo começo. Com estreia a 10 de Novembro, pelas 21:00, A Velha Escola apresenta ao público a peça O Crime de Aldeia Velha de Bernardo Santareno, no Palácio de Independência, em Lisboa.

Os nove elementos que deram origem a este grupo (dois homens e sete mulheres) passaram pelas Oficinas de Teatro Sénior, promovidas pelo encenador João Rosa. Da experiência de catorze meses de formação, sentiram-se impulsionados a mudar as suas vidas, ensaiando novos caminhos, percorrendo novas aventuras. O grupo já apresentou ao público peças como Os Degraus (baseado na vivência de cada um), A Casa de Bernarda Alba, de Federico Garcia Lorca, Dissonâncias Instaladas, de vários autores, O Café, de Carlo Goldoni e mais recentemente Zibaldone (texto construído com poemas de vários autores).

O Crime de Aldeia Velha baseia-se num caso real sobre o linchamento de uma mulher supostamente possuída pelo demónio, ocorrido durante a década de 1930, em Marco de Canaveses, e publicada em 1959. Com coordenação e encenação de João Rosa, imagem do cartaz de Ricardo Campos, participação do Coro Audite Nova Lisboa, dirigido pela maestrina Clara Correia, e elenco constituído por Artur Assunção, Conceição Lopes, Delfina Costa, Helena Duarte, João Pires Silva, Júlia Catita, Lurdes Vinagre, Manuela Martins e Tina Franco.

A peça estará em cena de 10 a 25 de Novembro e de 9 a 16 de Dezembro de 2011, todas as quintas e sextas-feiras às 21:00 (excepto dias 1 e 8 de Dezembro), no Palácio da Independência, Largo de São Domingos, em Lisboa. Mais informações: aqui.

Sem comentários: