15.2.13

Igrejas Caeiro e Os Companheiros da Alegria

Na Fundação Marquês de Pombal (Linda-a-Velha) foi hoje ao fim da tarde inaugurada uma exposição evocativa de Franscisco Igrejas Caeiro, no primeiro aniversário do seu desaparecimento. Esta exposição, a partir de espólio organizado pela Sociedade Portuguesa de Autores, é fundamentalmente fotobiográfica, mostrando o homem nas suas múltiplas actividades. teatro, cinema, rádio. Apesar da má qualidade da fotografia, consegue-se ver Igrejas Caeiro e Os Companheiros da Alegria, espectáculo realizado no começo da década de 1950, por todo o país. Impedido por razões políticas de continuar os seus programas itinerantes (1954), Igrejas Caeiro passou a fazer o seu programa na cabina do Rádio Clube Português (até 1969, quando o actor, realizador e homem de cinema passou a dirigir o Teatro Maria Matos) e a pequena camioneta foi depois vendida ao Sport Lisboa e Benfica (ainda em 1954).

Sem comentários: