24.2.14

III Jornadas de Comunicação e Desporto

Hoje, 24 de Fevereiro, realizou-se a terceira edição das Jornadas de Comunicação e Desporto na Universidade de Coimbra. Retive algumas das comunicações, como as de Alcino Pedroso (narrativas do jogo na televisão), Hilario Romero (narrativas na rádio, em especial nas tertúlias e reportagens desportivas), Mariana de Carvalho (relação entre jogo na televisão e assistência de espectadores e adeptos no estádio), Jesús Calderón (séries de ficção com personagens do futebol), Fábio Ribeiro (desporto e rádios informativas) e José Carlos Marques (o desporto no Brasil e os media).

 

Na fotografia, Daniel Rodrigues, fotógrafo português que venceu o World Press Photo 2013 na categoria "Vida Quotidiana", João Figueira, docente da Universidade de Coimbra, e Vítor Serpa, director do jornal A Bola.
 
Eu nunca tinha falado de futebol em público e num espaço académico. Recordei nomes de relatores (ou relatadores) de futebol como Alfredo Quádrio Raposo, Artur Agostinho e Nuno Brás. Gostei muito de estar naquele espaço de discussão. Obrigado ao Francisco Pinheiro, um grande entusiasta da história do desporto, e do futebol em particular.


Alfredo Quádrio Raposo, entrado na Emissora Nacional em 1935,  fora um dos relatadores de futebol mais conceituados no seu tempo - ele que fora desportista de hóquei em patins. Aqui, vemo-lo a transmitir uma segunda parte de um jogo de futebol em 1943, pois então as estações de rádio não podiam transmitir a primeira parte dos encontros por se temer a perda de assistência, medo que depois se repetiu com a televisão, de microfone mas sem auscultador (fotografia do semanário Rádio Nacional). O técnico de som está mais atrás, com auscultadores. O relatador estava mesmo junto à assistência. E se as coisas corressem mal para a equipa da casa?

Sem comentários: