29.8.14

Comércio de rua

Ontem, na edição impressa do Público, uma notícia dava conta da actual apetência das marcas por lojas de rua. Exemplos: FNAC, Continente, Pingo Doce. O tema era a previsível abertura de lojas da FNAC em Oeiras, Faro e Setúbal. A responsável principal da FNAC diz que, para se aproximar dos clientes, o ideal é instalar lojas de proximidade dos clientes.

Espero que as marcas voltem às avenidas de Roma e Guerra Junqueiro. É a parte mais bonita da cidade.

Sem comentários: