7.10.14

A reflectir

"Horace Enghdal, membro do júri da Academia sueca para o prémio Nobel da Literatura, afirma que a «profissionalização do ofício, as bolsas e apoios financeiros» estão a destruir a literatura ocidental. «Antigamente, os escritores trabalhavam como taxistas, funcionários, secretários ou empregados de balcão»" (Expresso).

Sem comentários: