Interrupção

O blogue tem sido muito pouco atualizado. O trabalho de investigação e outros motivos obrigam a uma concentração de esforços num só sentido. Obrigado pela preferência manifestada desde 2003.

28.7.15

Rádio em Portugal e no Brasil: trajetória e cenários

Foi publicado hoje o livro Rádio em Portugal e no Brasil: trajetória e cenários, na versão eletrónica (http://www.lasics.uminho.pt/ojs/index.php/cecs_ebooks/issue/view/179). É uma alegria ter um capítulo nesse livro, organizado por Madalena Oliveira e Nair Prata (agradeço à Madalena o convite para escrever no volume). O título do meu capítulo é História da rádio em Portugal: dos pioneiros à rádio nova (1924-1974).


No começo da nota de apresentação do livro, as duas organizadoras escreveram: "Comparativamente com outras áreas de conhecimento, os Estudos de Rádio e de Som têm, a nível mundial, uma tradição relativamente menor e mais discreta no quadro das Ciências da Comunicação. Embora as linguagens sonoras sejam até anteriores à comunicação visual, a consolidação dos chamados communication studies está muito mais ligada ao interesse despertado pelos suportes visuais que se expandiram ao longo do século XX do que ao interesse pelos meios de natureza exclusivamente acústica. Vários fatores poderão explicar, do ponto de vista histórico, este deficit de atenção dos investigadores pela comunicação sonora. A emergência da Comunicação como disciplina universitária é mais ou menos contemporânea do aparecimento da televisão. Por isso, o fascínio pela imagem em movimento, que já se conhecia desde o cinema, sobrepôs-se, logo no início da delimitação do campo da Comunicação, a qualquer outra forma de linguagem. Com uma presença sólida, mas menos eufórica do que a televisão, a rádio foi rapidamente negligenciada como meio num contexto de céleres transformações tecnológicas. Tornou-se quase invisível em termos académicos, embora nunca esquecida em absoluto".

Sem comentários: