2.2.17

Cem anos de cadernetas de cromos

Foi inaugurada ontem na Biblioteca Nacional a exposição Cadernetas de Cromos - 100 Anos do Cromo Colecionável em Portugal, comissariada por João Manuel Mimoso, um dos maiores colecionadores de cromos no país.

Retiro o texto inicial da folha de exposição: "Durante as primeiras décadas do século XIX só eram conhecidos processos de impressão de imagens a uma cor (geralmente negro) e as ilustrações coloridas que se encontram em livros dessa época eram aguareladas individualmente por pintores especializados. Mas em 1837 Engelmann registou um processo planigráfico que permitia a impressão a cores, a que chamou cromolitografia. Alguns anos mais tarde começaram a vulgarizar-se pequenas estampas produzidas por este processo a que se chamava cromos. A sua atratividade era tal que em breve os industriais e comerciantes começaram a associar cromolitografias aos seus produtos, quer como decoração da embalagem, quer como oferta aos compradores".

A exposição, pela primeira vez no contexto cultural de uma grande biblioteca, é constituída por três núcleos principais: 1) introdução, em que o visitante segue as primeiras cinco décadas do período, 2) cromos oferecidos na compra de guloseimas, em quatro décadas e 3) cromos enquanto produtos vendáveis, apresentando exemplos daa origem até 1974.

Ontem, a preceder a inauguração da exposição, houve um colóquio com Carlos Gonçalves (Clube Português de Banda Desenhada) e João Manuel Mimoso, sobre a origem e a evolução das coleções de cromos dos rebuçados e caramelos em Portugal e de alguns dos seus fabricantes, desde a década de 1920 até à de 1960. Infelizmente, não assisti. Está marcado outro colóquio a 2 de março pelas 17:45, dedicado a Carlos Alberto Santos (1933-2016).




2 comentários:

Anónimo disse...

https://leilao.catawiki.pt/kavels/9974681

Rogério Santos disse...

Trata-se do anúncio de um leilão de venda de caderneta de cromos completa com 16 páginas e com 192 cromos 12 por clube, uma edição de António G. da Silva. A temporada 1975/1976 do Campeonato de Portugal de futebol foi a quadragésima segunda edição da primeira divisão portuguesa. Esta temporada, foi composta por 16 clubes no campeonato. Foi o Benfica que ganhou o campeonato. É o vigésimo segundo título do clube da sua história. + Caderneta de cromos Motorismo completa, 210 cromos falta apenas os cromos nº 186 e 196 Edições Artemcor Portugal.