9.12.17

Escutam a Rádio Caos em 102 MHz

Daniel Guerra (Expresso, 2 de julho de 1983), falou com Krenox, Oliveira, Silveira, Goldstein e Hermenegildo [vários colaboradores ou um e seus heterónimos?]:

“A Caos tem já ouvintes fieis, que sabem de cor os dias e as horas em que é preciso procurar, na frequência conhecida boca a boca, a informação alternativa, a discussão de problemas que raramente encontram debatidos nas emissoras com alvará e programa anunciado nos jornais”. O animador António da Silva Oliveira diria: “O que queremos acima de tudo é comunicar, estabelecer uma comunicação de rutura perante as exigências de integração num espírito novo. Tudo isto tendo em vista a proposta de uma alternativa aos modelos tradicionais de fazer rádio. […] A Caos não é um sítio de emoções fracas, nenhum dancing, nenhum centro de repouso. É assumidamente um lugar de prazer, um espaço de interpelação”.

Sob o tema geral “Os Binários do Planeta em Vigor”, o jornalista, também colaborador da Rádio Caos, registou rubricas como “O Crepitar da Pipoca”, “Leite, Literatura e Assassinos”, “Os Cogumelos da Masmorra” e “Jazigo de Família”. Naquele momento, um grupo estava a reestruturar a secção de noticiário e reportagem, para dar importância ao setor. Objetivo: lutar contra a “massificação desregrada da produção cultural”. Em montagem nessa data uma entrevista com elementos da FDR (El Salvador) e Comissão Justiça e Paz (Guatemala). A Caos daria voz aos presos do PRP, levando em direto os pontos de vista de Isabel do Carmo. O microfone da estação assentava em cima de dois tomos das obras completas de Lenine!

Como as outras rádios piratas, a Caos encerrou em 24 de dezembro de 1988. Ainda concorreu a uma licença mas ficaria fora dos lugares elegíveis.


4 comentários:

cz9 disse...

Lembro-me maquis tarde de um artigo do jornal Blitz sobre rádios do Porto que falava da rádio delírio. Procurando no Google encontrei um texto de Alfredo Bastos Silva (Fritz)

https://edicoes-mortas.blogspot.pt/2011/12/um-pouco-de-memoria-caotica.html

cz9 disse...

http://rcaos.blogspot.pt/2007/03/no-tempo-das-rdios-livres.html

http://arquivo.pt/wayback/20101013202008/http://blitz.aeiou.pt/gen.pl?p=print&op=view&fokey=bz.stories/66626&sid=bz.sections/56

cz9 disse...

http://edicoes-mortas.blogspot.pt/search?q=caos

cz9 disse...

Desculpe mais uma intromissão. É o que faz a "pesquisa em directo".

http://www.correiodoporto.pt/do-porto/a-dasilva-o-1958

http://radiocaos.net/

https://www.facebook.com/RADIO-CAOS-127858573914768/