segunda-feira, 1 de outubro de 2007

FOTOGRAFIAS DE OLIVIERO TOSCANI

[rectificação dos dados da mensagem a 4 de Outubro, pelas 22:20]

Nos jornais Público e El Pais de ontem vinha a mesma base de informação: o polémico fotógrafo Oliviero Toscani - notabilizado ao serviço da publicidade da Benetton - voltou com imagens de forte impacto visual. Agora, Toscani fez as imagens para a Nolita, uma marca apoiada pelo ministério italiano da Saúde.

Uma pesquisa rápida no Google indica que se trata de um assunto que rebentou em meados da semana passada e que tanto os media tradicionais como os blogues incluiram fortemente na sua agenda.

Lê-se no primeiro parágrafo do jornal espanhol: "Isabelle Caro, parisiense, de 27 anos, residente en Marselha, aspirante a actriz, exibicionista supostamente por uma boa causa - a luta contra a anorexia -, deixou de ser essa «prisioneira» da anorexia, como ela mesma se descreve, graças a uma fotografia. Ainda que não tenha conseguido vencer a enfermidade, sente-se já capaz de combatê-la com êxito. E tudo graças a uma foto". A sua nudez esquelética, continua o jornal, escolhida para anúncio publicitário da marca Benetton durante a semana da moda de Milão, despertou a curiosidade do mundo. Aos 23 anos, com 1,63 metros (o Público dá-lhe 1,65 metros e 31 anos; o El Pais 27 anos), pesava 26 quilos!

Dizem os especialistas que uma campanha de choque como esta permite alcançar índices de notoriedade muito elevados. Olhamos para as fotografias da anoréctica e ficamos aterrorizados e preocupados. São esses os objectivos de Toscani e que a Benetton perseguiu durante estes anos mais recentes: não é tanto a roupa que importa veicular na mensagem da publicidade mas o efeito visual do mostrado.


Num belo livro que Jorge Veríssimo dedicou à marca, intitulado A publicidade da Benetton. Um discurso sobre o real (MinervaCoimbra, 2001), o autor escreve: "O sucesso empresarial e conhecimento mundial da Benetton foram obtidos graças não apenas à imagem que faz passar através das cores das roupas, mas essencialmente aos conteúdos das suas mensagens publicitárias" (p. 16). Nesse livro, Veríssimo analisa campanhas antiracistas e anti-xenófobas, campanhas de paz e de desmistificação e prevenção da sida [imagem de montra de loja da marca em Braga, no começo de Setembro].

2 comentários:

Rita de Matos Oliveira disse...

Segundo esta notícia do site da rtp (http://www.rtp.pt/index.php?article=299458&visual=16) a campanha não é da Benetton, mas de uma marca chamada Nolita, e é apoiada pelo Ministério da Saúde Italiano. O autor das fotografias, Oliviero Toscani, é que é o conhecido fotógrafo da Benetton!

Fica o reparo, continuação do bom trabalho;)

Rogério Santos disse...

Obrigado pelo reparo.