11.10.10

JARDIM DO CAMPO GRANDE

Até ao final do primeiro semestre de 2010, o edifício Caleidoscópio e o Jardim do Campo Grande vão ser requalificados, lê-se em texto do Diário de Notícias de ontem. Desde 2004 que um litígio entre a Câmara de Lisboa e a entidade concessionária daqueles espaços fez com que o edifício, o ringue de patinagem, os campos de ténis e os sanitários fossem abandonados. Para o Caleidoscópio prevêem-se a livraria técnica, o único espaço aberto actualmente, duas salas de carácter ambiental (da leitura não percebi o que significa), um auditório, uma sala de ensaio para grupos culturais e gabinetes para a associação académica (também não a identifiquei). O custo da requalificação está orçado em três milhões de euros, ficando de fora o café exterior ao Caleidoscópio e a actividade de barcos a remos do lago.

Em volta do Campo Grande, há a cidade universitária, a Faculdade de Ciências e a Universidade Lusófona.

Sem comentários: