Interrupção

O blogue tem sido muito pouco atualizado. O trabalho de investigação e outros motivos obrigam a uma concentração de esforços num só sentido. Obrigado pela preferência manifestada desde 2003.

10.2.11

MODELOS DE CONTEÚDO DOS MEDIA

Lucy Küng analisa três modelos de conteúdo dos media: massa, nicho e participativo. O primeiro resultou da explosão dos meios electrónicos da rádio e da televisão (ela não refere, mas poderíamos acrescentar o cinema enquanto indústria cultural de massa). O segundo tem a sua evolução a partir de finais da década de 1970 e começo da seguinte, com a oferta por satélite e por cabo. Notícias muito recentes indicam o crescimento: em Portugal, no último fim-de-semana, o cabo atingiu 26% de share. De ontem, vem a informação que o canal de televisão regional por cabo Porto Canal tem 5,7% de telespectadores do norte do país que o vêem diariamente (estudo do Instituto de Pesquisa de Opinião de Mercado IPOM). O terceiro modelo em Küng diz respeito à última década com a proliferação de plataformas (Facebook, YouTube, Blogger, entre outras) e em que as gerações mais jovens são produtoras de conteúdo. A concorrência dos três modelos tem impacto nos investimentos publicitários, que se pulverizam.

Leitura: Lucy Küng (2011). Managing strategy and maximizing innovation in media organizations". In Mark Deuze (ed.) Managing media work. Los Angeles: Sage

Sem comentários: