Interrupção

O blogue tem sido muito pouco atualizado. O trabalho de investigação e outros motivos obrigam a uma concentração de esforços num só sentido. Obrigado pela preferência manifestada desde 2003.

1.3.11

DO TWITTER AOS MEDIA CLÁSSICOS

Em texto editado recentemente, Ethan Bauley refere um estudo da HP que indica quais os tópicos determinantes das conversas nas redes sociais, caso do Twitter. Para Bernardo Huberman, director do Labs’ Social Computing Research Group da HP, não são os mais prolíficos "escritores" do Twitter que marcam a agenda e as tendências das notícias, mas os media tradicionais, com aqueles a funcionarem como filtros e amplificadores.

A equipa da HP recolheu dados durante 40 dias no Outono de 2010, com uma amostra de 16,32 milhões de mensagens de Twitter. Identificou 22 utilizadores que foram a fonte de muitos repetidores de mensagens de Twitter quando o tópico indicava uma tendência. Desses 22, 72% eram mensagens de Twitter oriundas de media com CNN, New York Times, El Pais e BBC.

Sem comentários: