17.12.12

Luís Bonixe edita um livro sobre informação radiofónica

Em 23 de Junho de 2009, escrevi aqui sobre a tese de doutoramento de Luís Bonixe, docente e presidente da área científica de jornalismo, comunicação e tecnologias da informação da ESEP (Escola Superior de Educação de Portalegre). Agora, com a chancela dos Livros Horizonte, é editada a obra, com o título A informação radiofónica: rotinas e valores-notícia da reprodução da realidade na rádio portuguesa.

Na ocasião da tese de doutoramento, escrevi: "A dissertação tinha como centro avaliar as notícias da rádio como construção social da realidade, no caso da rádio a construção sonora da realidade. Foi também objectivo identificar momentos importantes da história recente do jornalismo radiofónico, bem como analisar os noticiários das nove horas nas três principais estações de informação: Antena 1, Renascença e TSF. Finalmente, o trabalho de Bonixe fez a comparação entre notícias da rádio hertziana e da internet".

Com oito capítulos, Bonixe parte para a sua investigação com a convicção de que o debate em torno da rádio é o futuro (p. 13), mas em simultâneo indica que pouco se sabe sobre as notícias na rádio portuguesa (p. 15). O seu desafio, ao longo das páginas, é identificar os rumos do futuro e a análise das notícias, para o que estudou as três principais estações de rádio e as suas redacções (observação participante, entrevistas e análise de conteúdo: TSF, Antena 1 e Renascença (p. 174). O capítulo 7 é o espaço onde a pesquisa no terreno tem mais expressão. Ali, o autor expõe as peças, a origem geográfica das mesmas, os temas, a política, as vozes das notícias, a voz do cidadão, os temas de abertura, os títulos dos noticiários, o comentário, as peças sonorizadas, o directo (pp. 105-154).

Para o autor, o jornalismo radiofónico enquadra-se na ideia das notícias como construção social da realidade (p. 173), com selecção e hierarquização das notícias, com existência de valores transversais a toda a comunidade jornalística. A rádio, apesar da concorrência de outros meios, possui um papel relevante na transmissão de conhecimentos aos indivíduos (p. 176). No caso da política, Luís Bonixe faz uma crítica: a uma não renovação das fontes, com a menor presença de vozes não institucionais.

Recupero o vídeo que fiz na altura da defesa da tese de doutoramento do autor:



Leitura: Luís Bonixe (2012). A informação radiofónica: rotinas e valores-notícia da reprodução da realidade na rádio portuguesa. Lisboa: Livros Horizonte

Sem comentários: