Interrupção

O blogue tem sido muito pouco atualizado. O trabalho de investigação e outros motivos obrigam a uma concentração de esforços num só sentido. Obrigado pela preferência manifestada desde 2003.

30.7.13

Encontro sobre serviço público de televisão

Em parceira com a RTP e a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, o INESC Porto (Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores) vai realizar um workshop dedicado à temática do serviço público de televisão e das novas dimensões do operador público (11 de outubro de 2013, das 10:00 às 16:45 (instalações do INESC Porto: Rua Dr. Roberto Frias, 378, Porto). Para os organizadores do encontro, "numa altura em que se debate o futuro da RTP e dos seus serviços, este workshop liderado pela Prof. Dr. Karen Donders, da Vrije Universiteit Brussel, Bélgica, irá abordar as várias opções de evolução do serviço público, modelos de colaboração, de inovação e desafios. Serão também apresentados casos de estudos de países Europeus". A participação é gratuita, mas solicita-se a inscrição até ao dia 13 de Setembro. Uma vez que o número de vagas é limitado, é importante confirmar a presença o quanto antes. Depois, às 17:30 do mesmo dia, tem lugar no auditório daquela Faculdade do Porto uma conferência pública intitulada PSM in a Small Country with a Global Culture, com apresentações do Eng. Beato Teixeira, do Conselho de Administração da RTP, e da Prof. Dr. Karen Donders, docente da Vrije Universiteit Brussel, Bélgica. O painel é moderado pelo Prof. Dr. Pimenta Alves, FEUP/INESC Porto. A entrada é livre e gratuita.



Entretanto, e como mencionei há dias, na Universidade de Coimbra, vai realizar-se o Congresso Internacional Desafios dos Media de Serviço Público, planeado para os dias 10 e 11 de Dezembro de 2013. E o Governo criou um grupo de trabalho informal para debater o futuro da RTP, constituído pelo antigo vice-presidente da RTP e atual presidente da ANA, Ponce Leão, antigo diretor de programas da RTP e atual diretor-geral da agência de meios Nova Expressão, Manuel Falcão, fundador e diretor-geral das Produções Fictícias, Nuno Artur Silva, e presidente do Instituto do Cinema e do Audiovisual, José Pedro Ribeiro, segundo anunciava o Expresso online ontem.