Interrupção

O blogue tem sido muito pouco atualizado. O trabalho de investigação e outros motivos obrigam a uma concentração de esforços num só sentido. Obrigado pela preferência manifestada desde 2003.

17.11.14

A ficção - da televisão para o YouTube

Na Universidade de Coimbra, foi defendida a tese de doutoramento de Fernanda Castilho Santana, com o título Teletube – Novo Passeio pelos Bosques da Ficção Televisiva. Na tese, Fernanda Castilho indica que as “narrativas de ficção, emitidas pelos canais de sinal aberto, figuram entre os programas televisivos de maior importância sociocultural, em virtude do inegável êxito conquistado entre os portugueses desde o final dos anos 70”.

Após enunciar várias fases na ficção televisiva, a autora enfatiza a difusão rápida da tecnologia informática no aparecimento de um novo cenário de produção e divulgação dos textos ficcionais. O surgimento de novos pontos de acesso aos conteúdos audiovisuais como o YouTube contribui para o declínio das audiências televisivas.

A adesão dos públicos a esta estratégia, denominada como narrativas transmedia (transmedia storytelling) confirma-se em especial nos mais jovens. Para a nova doutora, os “resultados indicam que apesar do YouTube constituir um espaço privilegiado para partilha de conteúdos de ficção, reside na dicotomia produção/receção divergências de caráter legal, tais como a violação dos direitos de autor”.

No âmbito da receção, e ainda de acordo com a tese de doutoramento, assiste-se à formação de comunidades, caracterizadas pela integração dos membros de diferentes identidades e pela manifestação de conflitos dentro destes grupos. Para concluir, segundo a autora, os principais temas de debate nas conversas sobre ficção são a história, as personagens, a banda sonora e a partilha gratuita de conteúdos (elementos fornecidos por Fernanda Castilho Santana).

Sem comentários: