23.12.16

DAB+ na Noruega

Em The Local, a notícia de que, a 11 de janeiro de 2017, as estações de FM serão silenciadas na Noruega. O governo norueguês tomou esta decisão, embora muitos cidadãos do país estejam contra (dois terços). Depois de um século de emissões em sistema analógico, a versão avançada do Digital Audio Broadcasting (DAB+) vai tornar obsoletos quase oito milhões de recetores. A mudança far-se-á no sentido do norte para o sul do país. Apenas algumas estações locais transmitirão em FM até 2002. É, de longe, a maior revolução radiofónica, desde que a FM e a estereofonia ganharam espaço às emissões de ondas médias, numa atividade que tem um século de existência.

A notícia não indica razões políticas e económicas da decisão, impopular por um lado e contra o movimento ensaiado nos anos mais recentes. Por um lado, a passagem imediata para o DAB+ obriga a uma mudança nacional dos recetores, vantajosa para a indústria e para o Estado, que pode ganhar muito dinheiro ao concessionar as frequências agora disponíveis, mas onerosa para as estações e ouvintes, obrigados a comprar novos equipamentos. Por outro lado, após o Reino Unido ter tomado idêntica decisão, alguns outros países recuaram a transição para o digital. Em Portugal, há um silêncio quase total.

James Cridland, num texto publicado em 6 de março deste ano em media.info, escreveu sobre o interesse do Reino Unido passar do sistema DAB para o DAB+, embora sem data marcada, e chama a atenção para que a evolução do sistema não significa automaticamente melhor áudio ou fica mais económico para as estações. Mas reconhece que é a escolha mais adequada para a rádio digital.

Sem comentários: