Interrupção

O blogue tem sido muito pouco atualizado. O trabalho de investigação e outros motivos obrigam a uma concentração de esforços num só sentido. Obrigado pela preferência mantida desde 2003.

16.12.16

Exposições da Fundação D. Luís I (Cascais) para 2017



A Fundação D. Luís I apresentará em 2017 no Centro Cultural de Cascais três exposições de grande destaque: Herb Ritts, fotografia (8 de setembro de 2017 a 21 de janeiro de 2018), De Rubens a Van Dyck, pintura flamenga da coleção Gerstenmaier (7 de abril a 2 de julho) e Roque Gameiro: Uma Família e uma Época (13 de janeiro a 2 de abril). Por seu turno, o Museu da Cidade apresentará duas exposições em dois dos seus núcleos, o Pavilhão Preto e o Torreão Poente do Terreiro do Paço, ambas dedicadas à cidade de Lisboa, respetivamente A Lisboa que Teria Sido (26 de janeiro a 2 de junho) e Debaixo dos Nossos Pés – Pavimentos Históricos da Cidade de Lisboa (16 de março a 18 de junho).

Da informação recebida da entidade organizadora, retiro a nota respeitante à exposição De Rubens a Van Dyck – Pintura Flamenga da Coleção Gerstenmaier: "As notáveis características da pintura flamenga, como o uso de cores vivas e um especial tratamento da luz são dadas a conhecer ao público. Este é um momento único para apreciar como diferentes artistas desenvolveram diferentes técnicas num dos períodos mais florescentes da história da arte. As pinturas relacionadas com a fé cristã, os retratos, as naturezas mortas ou os temas mitológicos são representados na obra de grandes mestres flamengos como Rubens, figura central da pintura barroca, o seu discípulo Van Dyck, Brueghel, Van Thielen e Van Kessel, entre outros".




Sem comentários: