segunda-feira, 11 de setembro de 2006

MUSEU LUMIÈRE

O museu abriu em 2003, em Lyon (França), ocupando a casa onde os irmãos Lumière inventaram o cinematógrafo. Há mais de um século, em Março de 1895, os filhos de um fotógrafo conhecido em Lyon, eles próprios tornados fotógrafos, apresentavam um meio de comunicação diferente: o cinema.

A Chegada de um comboio a Ciotat, filmado por Louis Lumière em 1895, provocou uma grande emoção. Os espectadores, ao verem, na imagem, a locomotiva e o comboio vindos de Marselha aproximarem-se, fugiram. A ilusão da imagem estava criada. O filme dura cinquenta segundos. Já habituados a ver imagens fixas (fotografias), os espectadores admiravam-se com as folhas de árvores mexendo-se, a rapidez de movimentos, as pessoas deslocando-se.

A saída das operárias de uma fábrica ou uma partida de cartas fizeram sucesso em França e em muitos países, sendo os irmãos Lumière uns verdadeiros embaixadores do cinema.















1 comentário:

aldina disse...

É louvável e bela a existência duma tal Identidade, a este propósito, nunca será demais recordar a todos os portugueses, que a nossa Cinemateca Potuguesa-Museu do Cinema é algo de equivalente em tudo o que pode haver de melhor na arte cinematográfica... João Bénard da Costa é único, temos de o preservar atenciosamente!