Interrupção

O blogue tem sido muito pouco atualizado. O trabalho de investigação e outros motivos obrigam a uma concentração de esforços num só sentido. Obrigado pela preferência manifestada desde 2003.

6.6.10

ANALEPSE E PROLEPSE

Na narrativa literária ou cinematográfica, fala-se de analepse quando o facto pertencendo ao passado é trazido para o presente da história relatada, fenómeno de anacronia (flash-back, cutback ou switchback). Ao invés, a prolepse é um recurso narrativo em que se pode descrever o futuro. O livro Cem anos de solidão de Gabriel Garcia Marques abre com prolepse analéptica, em que o narrador descreve recordações (a partir de textos de Carlos Ceia e Nilza Azzi).

Sem comentários: