27.10.11

Naturezas-mortas da pintura europeia na Gulbenkian

A exposição patente na Fundação Calouste Gulbenkian, A perspectiva das coisas. A natureza-morta na Europa. Séculos XIX-XX (1840-1955), é poética e luminosa. Creio que tenho de voltar a visitá-la, para apreender melhor o modo como, em dois séculos, os pintores europeus retrataram o que se convencionou chamar naturezas-mortas, de frutos a pequenos instrumentos e peças e até animais de caça. Ler o texto completo em http://industrias-culturais.hypotheses.org/18503.

Sem comentários: